Em Re-construção Constante

Não adianta parar, o caminho não termina porque você cansou. Ele termina quando você chega.







terça-feira, outubro 27, 2009

Latencia

Outubro 2006


"Latência é a diferença de tempo entre o início de um evento e o momento em que seus efeitos tornam-se perceptí­veis."

Quinta-feira, Outubro 26, 2006

Estado de latência

Lançamos essas raízes desesperadas no mundo como quem lança âncoras ao mar.
Lançamo-nas com a esperança de que consigamos apoio.
Tentamos com elas e as relações que delas surgem significar esse mundo tão árido. Alimentamo-nas e adubamo-nas com nossa própria alma, para que nos sintamos firmes, seguros.
Mas são elas que se enlaçam em torno do nosso pescoço e nos seguram aqui quando queremos alçar vôo.
Então lançamos galhos desesperados para o alto e crescemos nosso tronco até ficarmos do tamanho de uma sequóia gigantesca.
Mas ainda não chegamos lá, como uma mulher frígida desesperada por um único orgasmo, nós nos perguntamos "Quando?".
E então, quando percebemos que para voar é preciso cortar as raízes, e cortá-las significa matar a árvore que nos tornamos, aí então encaramos o apego mais cruel: o apego a nós mesmos.
Mais que aos pais, mais que aos filhos, mais que ao mundo.
É por isso que ainda estamos aqui.
É por isso que ainda estamos latentes.


posted by KALI, desesperadamente humana.
Postado no Fusao Latente, antes dele virar VK, antes de K tirar ele do ar, e muito, muito antes dele me bloquear de vez.

3 comentários:

Roberto disse...

Oi Kali tudo bem?
Meu nome é Roberto eu acompanho já a algum tempo seus posts você tem e-mail? sinto que deve me aproximar de vc. abs

KALI, desesperadamente humana. disse...

Comece a se aproximar por aqui mesmo por enquanto.

Jaiminho disse...

o sutil equilibrio entre o narcisista e o seu "negativo" (me fugiu o termo, algo como a pulsão de vida ou de morte)...
psicanalise fudeu minha vida, sem mais dramas, angustias ou fanstasias, apenas projeções, complexos, teorias...e continuar latente. apenas potencial!