Em Re-construção Constante

Não adianta parar, o caminho não termina porque você cansou. Ele termina quando você chega.







domingo, outubro 30, 2011

DISGRESSÕES




Ousar, conhecer e manter em silêncio. Este era antigo voto
imposto aos bruxos, magos e feiticeiros. Comer, amar e rezar é só um título de
filme, que não assisti, mas acho o título super piegas...mas não tem nada a ver
com que eu ia falar, é só que a tríade de ações parece se combinar, sempre
parece que temos três coisas a fazer.

Também aprendi que a energia procura o caminho de menor
resistência. O que significa que é preciso deixar tudo desbloqueado, mas para
desbloquear tudo é preciso deixar ir uma grande parte de você mesmo, de certa
forma, morrer.

Quantos estão dispostos a realmente se entregar a este
caminho? Será que eu estou? Tarde demais para se perguntar quando já se iniciou
uma trilha pela qual é impossível voltar. Você vai se modificando e sendo
modificado até não se reconhecer mais, ainda que você tente se iludir, tente se
apegar a velhos hábitos, tente manter uma identidade ilusória. Puro medo do que
se pode vir a ser. Veja só como seu corpo envelhece, se modifica, se altera, se
renova, degenera e ainda assim, você não deixa ir, se apegando a ideia de um
corpo que não existe mais.

Mas a jornada é um eterno vir a ser, e pode ser extremamente
frustrante quando você deseja chegar ao fim do caminho. O que me lembra da
velha frase: “cuidado com o que você deseja, pois você pode conseguir”. Será
que quer se chegar realmente ao fim do caminho? O caminho tem um fim?
Morrer, caminhar e, talvez, chegar. Outra tríade.

É preciso matar velhos hábitos, que são difíceis de morrer –
old habits day hard – mas será necessário criar hábitos novos? Poderíamos viver
sem hábitos, sem rotinas? Eu tenho vivido sem uma rotina fixa por um tempo e
confesso que isso sempre me deixar sem intento, ou talvez, eu não consiga viver
bem sem rotina porque meu intento seja fraco.

Um comentário:

ricardo alves disse...

kali: vc tem cara que curte carlos castaneda sabia?!
eu adoro e acho que todo o pensamento dele é tão atual,explica tão bem a condição humana que deveria ser obrigatório nas escolas rs...
até hoje não postei nada sobre seus livros,mas este blog anda me animando!
é que falar dele e don juan é difícil,tem que ser experimentado!
thanks por sua visita no luznopapel and see you!