Em Re-construção Constante

Não adianta parar, o caminho não termina porque você cansou. Ele termina quando você chega.







quarta-feira, junho 11, 2008

Guerreiros sem forma


“O que distingue o guerreiro do homem comum é a coragem. 
O que distingue um guerreiro de outro é aquilo que ele 
com sua coragem efetivamente realiza.” 
By Lee in Jeet Kune Do

O Caminho da Verdade na Arte do Jeet Kune Do, foi assim descrito por Bruce Lee: 

1. Busca da Verdade 
2. Consciência da Verdade e sua existência 
3. Percepção da Verdade, seu conteúdo e direção como movimento. 
4. Entendimento da Verdade (como a totalidade não fragmentada indicada por Krishnamurti) 
5. Vivência da Verdade 
6. Domínio da Verdade. 
7. Esquecimento da Verdade. 
8. Esquecimento do portador da Verdade. 
9. Retorno à fonte original, onde a Verdade tem suas raízes.

Então, Lee dizia que no início ele achava que um soco não era nada... com o tempo ele entendeu que o soco poderia ser a expressão de uma alma... e então o soco poderia ser tudo.... mas para atingir a perfeição, era preciso ir além... e então entender que um soco não era nada!
Semelhança interessante com o arqueiro-zen!

Entao advem o supremo e final milagre: a arte se torna 'sem-arte', disparar se torna nao-disparar, um disparo sem arco e flecha; o professor se torna o pupilo denovo; o Mestre, um iniciante; o final, um começo, e o começo, perfeiçao.

Contribuiçao de Anonimo (se bem que todo mundo ja sabe quem eh)

"Arco e flecha sao apenas um pretexto para algo que poderia muito bem acontecer sem eles, apenas um caminho para uma meta, nao a meta em si mesma, apenas ajuda para o ultimo e decisivo salto"
(...)

"Nao menos decisivo, por outro lado, eh o fato que as experiencias dele, suas conquistas e transformaçoes espirituais, enquanto elas continuam 'dele', devem ser conquistadas e transformadas novamente e novamente ate que tudo 'dele' seja aniquilado. Somente desta forma, pode ele atingir as bases para experiencias que, como a 'Verdade que tudo abarca' , o eleve para uma vida que nao eh mais a sua vida do dia-a-dia, vida pessoal. Ele vive, mas o que vive ja nao eh mais ele mesmo."


Zen in the Art of Archery
Eugen Herrigel

4 comentários:

KALI, desesperadamente humana. disse...

Se bem que esse anonimo falou de Krishnamurti...

weiss disse...

quem falou de krishnamurti foi o próprio bruce lee

KALI, desesperadamente humana. disse...

Ah, ta, pensei que era um adendo do anonimo.

Rita disse...

já vi o 11th hour... :(