Em Re-construção Constante

Não adianta parar, o caminho não termina porque você cansou. Ele termina quando você chega.







quarta-feira, julho 22, 2009

New Age Koan

Se você mistura o yin e yang (preto e branco) num mundo dualista, você obtém o cinza. Mas num mundo não dualista, o que você obtém?

A minha resposta está nos comentários, mas não leia até que você tenha obtido a sua. Se bem que, no fim, as duas serão falsas (pelo menos num mundo não-dualista, que eu desconheço, diga-se de passagem...)

4 comentários:

KALI, desesperadamente humana. disse...

Resp: Não existe yin e yang num mundo não-dualista, portanto não é possivel fazer essa mistura.

Jaiminho disse...

fascinante a ideia de um paradigma uno não?

em matematica dois conceitos são "dificeis": infinito e zero (vazio/nada).

em "filosofia" a ideia de unidade, não relatividade, não polaridade, quebra qualquer capacidade de construção intelectual, na minha humilde opinião, e realmente me fascina como um "sofisma" bem construido.

(e olha que já conversei bastante sobre o tema na lista da voadores)

o não contraditorio, a não diferença, a não complementariedade, e a tentação de cair em uma situação estatica, se juntam plenamente a ("moderna") ideia das construções mentais através da percepção pessoal de cada um. (e das proprias limitações desta percepções)

isso da pano para manga!

a ideia do MULTI se reforça, mas acaba se tornando como aquelas velhas aproximações de unidade trina (são 3, mas no fim é 1).

eu diria apenas em relação ao seu comentario que o yin e yang no mundo não dualista continuaria existindo, mas unos.... e isso poderia ser defendido com o proprio TAO! (eu acho) =o)

abs,
ps: o TAO é, no resumo da opera, fruto desse mesmo questionamento. (na minha opinião pessoal, sem maiores fundamentações)

KALI, desesperadamente humana. disse...

Eh, O Tao sempre eh a resposta, mas mesmo o Tao, numa cabeca dualista acaba virando uma mera soma de um numero negativo e positivo que se anulam. Mas o que eu estou querendo eh ir alem do que o que eu mesmo posso conceber. Eh ir no ponto em que nao existe anulacao, porque nao existem opostos.

Mas isso acaba virando um mero exercicio intelecutal, jah que nao existe uma vivencia minha nisto, ainda...

Renato disse...

Quero ver misturar