Em Re-construção Constante

Não adianta parar, o caminho não termina porque você cansou. Ele termina quando você chega.







terça-feira, janeiro 19, 2010

Fragmentos de Sonhos


Eu acordo e começo a sonhar que procuro alguém, alguém que nunca esteve de fato. Eu percorro andares do prédio do meu sonho, como que percorrendo camadas de mim mesma. Eu me pergundo porque ele não está mais comigo. Ele foi embora e não me ligou, eu sei que ele vai voltar mas também não vai me ligar.

Estão lá todos os velhos conhecidos elementos de um sonho, mas eu sei que não é. E o eco de um outro sonho atravessa as membranas sonhadoras, como se sonhos fosse idéias aglutinadas em volta de um núcleo, e a realidade apenas mais uma célula entre tantas. O eco diz : “Ela falou que você irá quebrar o coração dele.” E eu dizia “Ora, o coração dele vai ter que ser quebrado de qualquer jeito.” Por que não eu?

Eu procuro pessoas no sonho que podem ser achadas na realidade com um menor esforço. No sonho só existo eu e todos meus desdobramentos. Eu quebro meu próprio coração sem um suspiro.

Em um dos compartimentos eu encontro um telefone, e telefones nunca funcionam em sonhos para mim. Eu lembro das ligações passadas e que outros reclamavam que eu nunca ligo.

Em sonho eu vejo coisas desconcertantes sem corar.

Uma noite eu sonhei que passava a noite inteira acordada.


“Desde que você acredita que está apenas sonhando, voce toma decisões cegas.
Sua razão falha diz que não importa o que aconteca, em determinado momento o sonho irá acabar e você irá acordar.” (D. Juan Forever em The Art of Dreaming)

Mas sabemos que a coisa não funciona bem assim para alguns de nós.
................
Este deveria ter sido o primeiro post do ano, pois foi o primeiro que preparei, no entanto não foi. Está sendo agora.

2 comentários:

Anônimo disse...

Good fill someone in on and this post helped me alot in my college assignement. Thanks you as your information.

KALI, desesperadamente humana. disse...

You're wellcome.