Em Re-construção Constante

Não adianta parar, o caminho não termina porque você cansou. Ele termina quando você chega.







terça-feira, novembro 13, 2012

Mais do Óbvio


"Se você quer acordar, a primeira coisa que você tem que considerar seriamente é que você está adormecido, e tudo o que você considera como real é um sonho." Adyashanti

Você já encontrou um ser desperto? Eu nunca encontrei tal criatura, pelo menos não conscientemente. Já ouvi sobre elas, mas não sei se não passam de lendas. Talvez sejam apenas sonhos. Mas dizem que se podemos imaginar algo, isso é possível.

 Então, imaginando seres despertos, os adormecidos tornariam possível seu próprio despertar. Seria possível sonharmos nosso próprio despertar? Para isso seria preciso muitos sonhos conscientes, a consciência de se estar em sonho e a luta contra o sono.

A luta contra o sono é a pior luta que conheço. É mais fácil lutar contra um leão. Os leões ativam nosso medo de morrer, nosso desespero por sobrevivência, a adrenalina para correr. Já o sono só gera mais sono e é tão fácil se entregar a ele. O sono, nosso suposto descanso, o lento escorregar pelas bordas da consciência e o abandono da necessidade de tomar decisões vitais.

Eu tomo muito café para lutar contra o sono, mas sei que esse estimulante não funciona contra o sono mais profundo. Não o sono do corpo, mas o sono da minha alma. Essa vontade de ficar parada. Como bem disse Freud: essa necessidade que nós, criaturas animadas, temos em desejar sermos inanimados novamente, o desejo de morte - não da morte que liberta, mas da morte que imobiliza -, a preguiça.

Por isso, o que muitos creem ser iluminação não passa de preguiça, pensam que é o nirvana uma imobilidade eterna, uma eterna contemplação mas é vontade de  ficar parado, de não precisar agir, de não precisar lutar contra o sono.

Mas nenhum conto de fadas termina com a princesa dormindo eternamente. Elas sempre despertam no fim. E saibam, nós não somos as princesas, nós somos os príncipes, nós é que lutaremos com os dragões. As princesas moram dentro de nós, adormecidas, esperando para acordar.

2 comentários:

ricardo alves / são paulo,brasil disse...

uau!
obra-prima de discurso!

luna luna disse...

fascinante este de uma forma simplista falas de coisas bastante sérias e que alguns de nós procuramos sem encontrar