Em Re-construção Constante

Não adianta parar, o caminho não termina porque você cansou. Ele termina quando você chega.







quinta-feira, maio 01, 2014

Outros Mundos





quando será que tudo parou de fazer sentido?

essa é a noite mais longa em que eu já estive

eu não durmo

e ainda que insone

eu não acordo

quando será que o silêncio vem?

ele me procura mas eu não consigo calar as vozes.

as vozes não dizem nada, só murmuram, murmuram e murmuram.

todos esses dias são murmúrios vãos, e corredores vazios, e sombras de humanos a passar, passar, passar...

nada se ergue, nada de constrói e então eu me lembro que destruí meu nome, que eu escolhi meu lado

e foi lado nenhum

caminhante do meio

do fio da navalha

talvez contando demais com um equilíbrio que nunca veio

e é tão tarde

não tenho guias

eu não vejo

eu me garanto seguindo seu sussurro

na beira do abismo

me dizendo

pule

mas eu não pulo

observo sem olhos o cheio

enquanto cortejo o vazio

Um comentário:

KALI, desesperadamente humana. disse...

em pensar que eu só preciso voltar a dançar