Em Re-construção Constante

Não adianta parar, o caminho não termina porque você cansou. Ele termina quando você chega.







quarta-feira, janeiro 14, 2009

Goldfrapp - Eat Yourself

Eat Yourself by Goldfrapp

Enquanto a ansiedade me come por dentro e nao me deixa concentrar eu penso na letra dessa musica e sei porque ela me toca.

Ela me toca quando diz "Se voce nao se devorar, voce ira explodir". Sim, eh verdade, eu sei, porque nao sou eu que estou me devorando agora, eh essa inquietaçao que me come. Entre mundos, lost in between. Caminhando no escuro entao.

Eu nao consigo me concentrar e existe uma quantidade absurda de informaçao invadindo meu espaço, eh tao overwhelming, e eh tao que eu nem consigo traduzir essa palavra de forma perfeita, eh a palavra perfeita. E enquanto isso eu preciso desligar, esvaziar, e eh desesperador porque ao mesmo tempo existe uma quantidade absurda de informaçao que eu preciso absorver para concretizar coisas praticas nesta realidade, agora. 

Entao eu escuto e sei o que ela me diz

Se voce nao se devorar

Voce ira explodir

Voce foi ao sul no trem

Ela usava botas de plastico para a chuva

E voce rastejou exausto

Nao faz sentido voce gostar disso

Quem serei eu quando estiver com voce denovo?

Um jato prateado no ceu

Voce eh a dor que tem uma cancao

Tem que cantar pela vida

Se voce nao se devorar, sem duvidas

que a dor ira fazer isso no seu lugar

Entao como eu posso te amar tanto

Quando voce nao me ama

Mas de toda a letra, o que me repete insistentemente eh "se voce nao se devorar, voce ira explodir", "se voce nao se devorar, a dor ira fazer isso no seu lugar".

Ou eu inicio a autofogia ou ja-ja eu vou pelos ares.

10 comentários:

K disse...

Se voce nao se devorar

Voce ira explodir

Entao como eu posso te amar tanto

Quando voce nao me ama

Raskom disse...

Ai Kali, Kali...a minha vontade é de postar aqui uma letra de pagode! De pagode!!!

lulu disse...

"E enquanto isso eu preciso desligar, esvaziar, e eh desesperador porque ao mesmo tempo existe uma quantidade absurda de informaçao que eu preciso absorver para concretizar coisas praticas nesta realidade, agora."

"Quantos dias por ano, se vc puder calcular uma média, vc não se sente num eterno retorno?
Quantos ? Seja muito honesto !
Pq eu estou falando da praticidade de quem tem que matar um leão por dia…"

é como vc ter que roubar essa sua concentração...de vc mesmo !
e não tem outro jeito !

essa é a minha convicção mais profunda !!!
não ter que esperar mais por segundos concedidos…

estamos emparelhadas kali...
eu aqui...
e vc ai...

é o nosso espaço blocado...
nossa linha vertical !

Raskom disse...

Conselho
Almir Guineto

Deixe de lado esse baixo astral
Erga a cabeça enfrente o mal
Que agindo assim será vital para o seu coração
É que em cada experiência se aprende uma lição
Eu já sofri por amar assim
Me dediquei mas foi tudo em vão

Pra que se lamentar?
Se em sua vida, pode encontrar
Quem te ame com toda força e ardor!
Assim, sucumbirá a dor (tem que lutar)

Tem que lutar...
Não se abater...
Só se entregar...
A quem te merecer!
Não estou dando nem vendendo
Como o ditado diz,
O meu conselho é pra te ver feliz

E esse é pra cantar desafinado mesmo!

KALI, desesperadamente humana. disse...

Mas isso nao se trata de baixo astral, my dear, mas sim de algo que de tao grande e ameaçador, ameaçando nos devorar, nos deixa paralizado por segundos (que para nos sao dias, semanas, meses), mas entao, vemos que essa grande e ameaçadora coisa, estah dentro de nos, e precisamos comer nossas proprias entranhas para deixa-la crescer e reclamar o espaço que lhe eh de direito.

Mas voce quer se devorar?

Levantar a cabeça e espantar o baixo astral me lembra a expressao "merry-go-round", que pra mim sempre soou como alguem agindo de forma abestalhada (como se diz na Bahia), mas na verdade significa agir de forma continua, e tambem significa carrossel. Mas soa como "o amor eh lindo, a vida eh linda"! Vai la Pollyana, sua intençao eh boa, mas voce nao ta chegando la. E de boas intençoes o inferno ta cheio, como diz a minha querida mamaezinha.

Raskom disse...

sim..mas aqui vejo uma diferença de qual atitude tomar...pois para mim não se trata de devorar entranhas...até mesmo porque meu fígado já correu perigo por aqui...e provavelmente eu nao entendi bolhufas do q vc quiz dizer com isso...

"se devorar para não explodir"...pois bem, todos corremos risco de explodir, seja fuzilando palestinos, seja agindo de forma abestalhada...e aqui, o processo de autofagia se mostra na forma de aceitar o que viemos fazer aqui...o que viemos fazer aqui? criando ilusões, enganando e sendo enganados por tanto tempo que já nao há mais possibilidade da verdade se manifestar a não ser dando-nos um belo de um tapa na cara!!!
enquanto isso não acontece ficaremos explodindo cá e lá, na esperança de que, em algum dia, alguma inteligência superior se canse e aperte o botão de reset. mas não há botão algum! só há vc e esse monstro que vc chama de passado, se alimentando do seu presente, impedindo que vc crie suas raízes no agora!
pois eu lhe digo Kali, essa coisa toda de destino...só existe quando você mesma o determina...pois vc é o seu destino Kali e só você.

KALI, desesperadamente humana. disse...

Eh, nao entendeu e eu nao posso explicar.
Voce tem escolha, eu nao tenho mais.

raskom disse...

ah, tem sim! afinal de contas, quem foi que criou este ambiente sem escolhas em que vc vive? quem?

Raskom disse...

dizer que nao se tem mais escolhas é como dizer que não há mais o que questionar? que seus desejos foram superados e vc está livre das ataduras?

KALI, desesperadamente humana. disse...

Nao, eh dizer que nao posso mais voltar atras no caminho, nao existe mais Ixtlan.
Exilada.